O que podemos aprender com Baddie Winkle?

A musa de hoje não é gorda, mas está bem fora do padrão representado pela grande mídia. Ela tem 87 anos e é uma sensação nas redes sociais. Vamos falar de Baddie Winkle e do que podemos aprender com ela.

Baddie nasceu Helen Winkle em Kentucky, em 1928, mas só veio fazer sucesso há pouco tempo nas redes sociais. Baddie, que já perdeu o marido em um acidente de carro e um filho para o câncer, bombou no Instagram e no Facebook postando seus looks coloridos e frases afrontosas.

baddie-2
#Acessível: Uma senhora de 87 anos com o cabelo chanel branco e a franja cheia de cores, usando uma jardineira de oncinha azul,  vários broches, e brincos em forma de arco íris, sorrindo.

Segundo ela, a ideia surgiu quando ela foi fazer um bronzeamento artificial e colocou uma roupa curta e colorida. Quando foi buscar a bisneta, ela achou que a bisa estava fofa. Ela concordou, começou a postar os looks e as empresas começaram a procurá-la.

Segundo Baddie:

Revistas, TVs, filmes e campanhas deveriam valorizar mulheres de todos os tipos, especialmente de todas as idades! Isso é muito importante.

E com isso podemos aprender muito.

Ser gorda é um tabu na nossa sociedade. Assim como ser velha. Gordas e velhas são vistas como “maior possibilidade de ficar doente/morrer” do que jovens/magros. Nenhuma das duas é representada de forma satisfatória pela mídia. Temos – não os mesmos – problemas de locomoção e a negligência médica é uma realidade presente com os pré-diagnósticos: “Sua unha encravou por causa do peso/da idade”. Com tantas coisas em comum, acho que podemos tirar um bom proveito do que Baddie nos mostra.

Ela não tem medo de se mostrar como ela é. Ela garante que gosta de cores há muito tempo, desde quando pintava. Ela ousa, se mostra, enfrenta críticas, recebe elogios e está feliz e realizada com o que está fazendo. Isso não significa que você precise sair com roupas coloridas e ser uma web celebridade. Mas é importante lembrar que você nunca vai agradar a todos. Então por que tentar?

Acho que viver a vida de uma forma que você gosta, usando as roupas que gosta, sem se preocupar com seu tamanho/peso/idade é uma forma de viver feliz. Pare e pense: quantas vezes você já quis vestir uma roupa mas não a fez porque ficou preocupada com o que os outros na rua iam achar? Quantas vezes alguém já lhe disse que você não tinha mais idade para usar aquilo (o que normalmente podia ser o peso, mas disseram idade)? Quantas vezes você passou vontade de se vestir/portar de uma forma mas repreendeu seus impulsos com medo de alguém reprovar? Quantas vezes você deixou de ser você mesma por causa dos outros?

Sabe, a vida é muito curta, independente se ela vai durar 20 ou 90 anos. Nunca teremos tempo o suficiente para fazer tudo o que queremos e sempre vamos querer mais. Então por que se privar de algo que te faz feliz só porque os outros acham alguma coisa? Eles não têm que achar nada, o corpo é seu, as regras são suas.

A Baddie tinha tudo para ficar em casa tricotando usando um suéter rosa bebê, mas está fazendo duckface nas selfies e arrasando com suas blusas de pelúcia colorida. Ela cedeu aos seus sentimentos, se rendeu à sua personalidade. Não só ela, mas a Green Lady também, outra bem conhecida. E você aí sem tirar a canga na praia porque uma pessoa que você nunca vai conhecer na vida disse em uma coluna em 1967 que se você não tem a barriga perfeita você não pode tirar a canga na praia? Quem é essa pessoa pra dizer o que você deve ou não fazer?

baddie-4

#Acessível: Baddie com um top de pelúcia colorido, grandes brincos de cogumelo furta cor fazendo biquinho e usando um colar em formato de coração escrito “Dump him” que significa “Largue ele” em inglês

O passado já foi embora, o futuro é incerto. Tudo o que temos é o hoje, é o agora, é o já. Se ficar postergando, você pode nunca ter a chance de ser você mesma. E é muito triste viver uma vida de aparências, se preocupando com a opinião alheia.

Busque no seu interior, revire seu coração, descubra-se. Faça acontecer. Amanhã pode ser tarde demais.

kiss the fat girl assinatura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s