Sobre ser gorda e ter alguma doença hoje em dia

Quando se trata de saúde das pessoas gordas, não sei o que acontece mas uma onda de bondade, interesse com uma leve pitada de clima natalino toma conta das pessoas e de repente todo mundo está apenas preocupado com a nossa saúde por pura escolha, óbvio. Não ficam preocupados com os tabagistas, nem com os alcoólatras, nem com aqueles que usam drogas (na verdade alguns deles até fazem uso de um pouco de alguma coisa para fins recreativos), nem com os depressivos ou aqueles que não têm condições humanas de saneamento básico, ou aquelas que estão em condições precárias de higiene e nutrição. Não. São os gordos que têm total atenção das bondosas almas. Que sorte a nossa, não?

OBS: Se você não entendeu o tom sarcástico que eu usei, sugiro ler até entender. Não tenha pressa.

Quando se fala sobre gordos e as pessoas falam sobre a saúde, o esquadrão dos gordos saudáveis anda cometendo um erro absurdo ao levantar seus belíssimos exames de sangue com todos os resultados impecáveis, para que os pseudo fiscais de saúde os deixem um pouco em paz, mas sempre com aquele lembrete amigo de que se você não está doente hoje, com certeza vai infartar amanhã. Quanta bondade!

besteira

Acontece que, assim como nem todo magro é saudável, nem todo gordo é saudável. Existem aqueles que são diabéticos (eu), aqueles que são hipertensos, aqueles que têm o colesterol alto, aqueles que têm qualquer problema de saúde. Assim como existem magros nas mesmas condições.

A diferença entre um magro e um gordo com uma doença tecnicamente relacionada à obesidade (lembrando que nem todo mundo que está na tabela marcado como obeso de fato é gordo) é que acham que o gordo ter alguma doença é óbvio, era certeza que ele ia ter. Já o magro… Tadinho, foi um azar do destino. #SQN

Me incomoda demais o fato de pessoas gordas ficarem falando de seus exames. Você não vê um magro falando “Eu sou magro, mas meus exames estão uma beleza!” ou “Eu sou magro mas estou com o colesterol muito bom!” ou mesmo “Eu sou magro mas meu médico me parabenizou pelo meu check up mesmo que ele queira me engordar um pouco”. Não. Quando se fala de saúde, ninguém pergunta como vai a saúde dos magros, dos fitness, dos bodybuilders, mesmo das modelos que estão muito abaixo de um peso considerado “saudável”. Ninguém está nem aí com o estilo de vida de quem é magro, mesmo que este só se alimente de junkie food, fume como uma chaminé, beba como um peixe e tenha uma dinâmica de vida digna de dar inveja à Super Vicky.

vicky

Mas não é só isso. O que me incomoda mais é que quando você é gordo e cresce com aquela pressão de saúde e acredita que você pode ter sérios problemas pelo fato de ser gordo, você se sente acuado de falar que tem alguma doença e chega a não se tratar. Existem muitas pessoas até que deixam de fazer exames por anos com medo de descobrir algum problema e ser humilhado por isso. O que é um absurdo porque se houver alguma coisa, quanto antes descobrir mais chances de tratar e curar ou no máximo conviver em paz com isso.

Quando eu descobri que era diabética, eu cheguei a não tomar remédios porque eu tinha medo de alguém ficar falando na minha orelha que eu tinha que emagrecer, que eu tinha comido muito açúcar, enfim aquela intelijumência toda de médicos formados por 12 temporadas de Grey’s Anatomy. Quer dizer, eu negligenciei minha própria saúde e bem estar com medo de ser julgada por ter uma doença e ter que cuidar de mim? Julgadas por pessoas que não vão fazer a mínima diferença nos meus exames e na minha qualidade de vida, sejam elas conhecidas ou não. Entende o quão absurdo é isso?

Você ser gordo e saudável e ficar esfregando seus exames na cara de todo mundo é muita falta de empatia com os gordos que têm alguma questão de saúde a ser resolvida. Isso porque nós acabamos entrando no estereótipo do gordo doente que todo mundo julga e condena e acabamos com tanta vergonha do nosso hemograma ou da nossa glicemia quanto tínhamos do nosso corpo em um biquíni.

Se não formos nós por nós, mais uma vez estamos lutando sozinhos. E lutar sozinho é bem mais cansativo e demorado que nos unir.

Portanto, cada vez que alguém falar da sua saúde por ser uma pessoa gorda, responda apenas que sua saúde diz respeito somente a você e ao médico que você escolheu para cuidar dela, seja com exames de rotina, seja com algum tratamento.

Ninguém tem o direito de futricar na sua saúde se você não permitir e, a menos que essa pessoa vá lhe pagar o convênio ou fazer o tratamento correto para você, então esta pessoa pode se morder de curiosidade, porque seus exames não lhe dizem respeito.

Se você é gorda e tem alguma questão na saúde, sinta-se abraçada por uma gorda diabética que aprendeu a se cuidar anos depois. Não tem problema você ter algo. Não são só os magros que têm passe livre para adoecer. Você é um ser humano e está sujeito a tal. Portanto, ao invés de se culpar e negligenciar, cuide de si mesma. Você é a única pessoa que estará consigo até o fim dos seus dias. Então faça com que sejam bons e dane-se o mundo.

kiss the fat girl assinatura

Anúncios

6 comentários

  1. Gata, adorei o texto, mas não recrimine gordas que levantam seu exames de sangue em boas condições. Além de eles servirem para desmistificar que todo gordo é doente e reiterar a tese do texto de que magros e gordos podem ou não ser doentes, há pessoas que precisam disso para tolerar o sufocamento que sofrem pela gordofobia. Eu fui barrada pelo Estado de SP em um concurso por ser gorda. Precisei passar em mais de uma perícia, fazer mais de 20 exames pra provar que estava saudável. Hoje estou processando o Estado porque a alegação no momento em que me barraram era que eu não era saudável. Foi e as vezes ainda é uma estratégia de sobrevivencia, de superar a ridicularização pública de sua imagem. Lógico que precisamos de textos como o seu, sobre ressaltar a normalidade em ser gordo, no sentido em que podemos ou não ser saudáveis, como qualquer ser humano, mas recriminar gordos que tentam lutar e calar o discurso do senso geral é ruim… de qualquer modo, eu adorei muito, muito mesmo seu texto.

    Curtido por 1 pessoa

    • Recriminar jamais. O que me chama a atenção é justamente assim como antes diziam que gordas não podem ser sexy muitas saíram fazendo ensaios sensuais na tentativa de provar algo (pra quem?), agora estão comprovando sua saúde. Sim, desmistifica e isso é excelente. Mas se alguém chegar para uma magra e dizer que ela é doente será que ela sacaria um hemograma da bolsa pra provar? rs Não devemos nada pra ninguém. Agradeço o carinho ❤ Fat kisses gata ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s