Dicas para se libertar e começar a ousar nos looks

Depois de ter dado a última dica de moda, agora é a vez de darmos mesmo algumas dicas de como você começar a usar coisas que tecnicamente dizem que gordas não podem usar.

Sei que eu falo que sempre podemos usar o que quisermos e que somos nós quem determinamos isso, mas eu também sei que não é fácil sair usando qualquer coisa quando ainda não arriscamos algumas das peças “proibidas” pra nós.

Eu sempre disse que meu empoderamento é na base da pirraça. Eu sou pirracenta pra caramba. Quando dizem “você não pode usar biquíni” eu vou lá e uso. Quando dizem “gorda não fica bem de cabelo curto” eu vou lá e raspo careca. E foi assim que a maior parte do meu empoderamento se desenvolveu. Só que nem todo mundo é assim. Algumas pessoas precisam ir devagar, com calma, um passinho de cada vez. O empoderamento e a aceitação do seu próprio corpo é um processo único e pessoal. Para uns pode ser um estalo que dá na cabeça ao ler um texto. Para outros, um processo muito longo e complexo. E é assim que eu vou dar uma ajuda.

Os maiores dilemas normalmente são aqueles que expõem mais o corpo ou que deixam a nossa presença mais evidente. Regatas, saias, shorts, cropped tops, biquínis, vestidos colados, cores chamativas e cabelos curtos. Já vimos um milhão de vídeos, posts e outras coisas falando que “não pode” e em seguida mostrando mulheres maravilhosas provando que pode sim. Mas e a transição do “não pode” para o “pode sim”, como faz se não for no estalo?

A primeira dica que eu dou é VÁ SE ACOSTUMANDO. Comece a usar a roupa em casa. Depois comece a encurtar a manga quando sair. Troque a meia manga por uma manga mais curta, depois uma chinesa, uma regata fechada, alças largas, alcinha e por fim o tomara-que-caia. Com shorts a mesma coisa. Use uma bermudinha, vá diminuindo o tamanho em um dedo, dois dedos, vá virando a barra, cortando, até que quando você notar já se acostumou com o shortinho. A saia, comece por uma que vá até os joelhos, depois suba um pouco e em breve você se verá com uma minissaia. Biquíni então é simples. Comece por um modelo hot pants com um sutiã estilo top, passe para um bojo, um cruzado, uma calcinha que tenha amarração lateral, vá expondo e se libertando conforme o seu limite. Ouse. Tente. Se nunca tentar, nunca saberá.

Outra dica que eu dou é se vestir e se olhar no espelho. Componha looks diversos. Brinque de tirar selfies mesmo que não publique depois (ou pode publicar, por que não?). Passe batom, maquiagem, use óculos escuros, faça lipsync, solte a diva que há em você. Faça caras, bocas e poses, fique se admirando no espelho. Copie poses e cenas de filmes, de divas que você segue. Descubra tudo o que está escondido aí dentro.

Acompanhe ensaios fotográficos empoderadores como o Projeto Cada Uma que já falamos aqui anteriormente, o Empoderarte-me e outros que retratem a beleza de forma diversificada e não “photoshopada”. Então ouse mais ainda e faça o seu projeto fotográfico. Se tiver dinheiro para tal e quiser, faça um. Se não tiver, peça a uma amiga ou ao namorado, à namorada e faz um. O importante é se ver e apreciar o que vê.

Por fim, chame uma amiga gorda pra ir na sua casa e experimentarem looks novos. Se for uma amiga já empoderada, ela vai te dar várias dicas e ajudar você a criar o que você quiser. Se ela não for empoderada, trilhem este caminho juntas. O empoderamento coletivo é sempre mais divertido e mais leve.

Lembre-se: o único que pode nos parar é aquele que a gente aceita como sendo verdade.

FAT KISSES 4U2

Anúncios