Você não é obrigada a “Ser bonita”

Antes de sequer começar o papo, vamos deixar uma coisa explícita aqui: cada pessoa tem a sua beleza, de forma única e particular e o quesito “beleza” varia de pessoa para pessoa. Então todo mundo no mundo é bonito. Mas hoje vamos falar sobre a pressão sobre “ser bonita”.

Sempre que falamos que todo mundo deve se amar como é, que todas são bonitas, que devemos olhar no espelho e nos ver divas, rainhas da porra toda, as donas do lacre, normalmente não estamos percebendo como esse comportamento soa como uma nova ditadura. Você DEVE se amar. Você DEVE se achar bonita. Você DEVE se aceitar. Deve. Tem a obrigação. O dever cívico de aceitar a si mesma. Mas na verdade não…

n sou obr

Gostaria de parafrasear aqui uma postagem que a Paco fez na Não Sou Exposição (sim, de novo e de novo e sempre vai ter um pouco de NSE em mim <3)

Você é muito mais do que isso! Tem personalidade, inteligência, talentos. Ser bonita não é CRUCIAL para se sentir bem, porque essa não é a coisa mais importante que existe no mundo. E mais sério ainda: você não DEVE “beleza” ao mundo. Compor um belo cenário não é sua tarefa.

Além disso, quero me adiantar e pedir desculpas por cada vez que eu disse algo assim sobre beleza e pelas vezes que eu sei que eu vou dizer. Não é por mal. É que quando uma pessoa como eu passou a vida toda odiando o próprio corpo e repudiando a própria aparência descobre esse mundo que tem aqui fora dessa visão deturpada que temos de nós mesmas, nós queremos que você também descubra isso em você. Porque é legal, é gostoso, é simplesmente fodástico se olhar no espelho e pensar “Gata, você é um arraso, hein?”.

beijo espelho

Acontece que eu esqueço – e a maioria das pessoas que falam isso – do quanto é difícil passar pela fase do “ainda não me acho bonita”.

Entenda bem: existe um abismo entre “AMAR SEU CORPO” e “SE ACHAR BONITA”. Uma coisa pode levar à outra, mas uma não invalida se a outra não existir. E isso é perfeitamente normal.

Quando eu digo que você precisa amar o seu corpo, isso quer dizer que:

  • Você precisa conhecer e respeitar os limites do seu corpo
  • Você precisa tratar seu corpo com cuidado, carinho, amor
  • Você precisa alimentar seu corpo
  • Você precisa entender que seu corpo é maravilhoso porque ele funciona e te mantém viva

Ou como uma vez eu ouvi da minha endócrino:

O corpo é uma embalagem pra você não sair flutuando por aí.

Independente de crenças aqui, ela falou em um tom de brincadeira quando falávamos sobre essa cultura ao corpo exacerbada hoje em dia e ela soltou essa no tom de brincadeira. Mas não deixa de ser verdade de uma certa forma.

O corpo não é a única coisa que você tem na vida. Você tem a sua inteligência, você tem seus sentimentos, você tem muita coisa e a beleza em si é só uma questão superficial. De longe é a questão menos importante sobre a nossa vida. Mas tá tudo bem também gostar e se sentir bonita, isso não é ser uma pessoa superficial (entendam a diferença entre “ser superficial” e “gostar de um aspecto superficial” que faz parte de você e, portanto, também importa).

Eu sei que enquanto estamos nos empoderando, a beleza talvez seja o último conceito que você vai trabalhar. Normalmente começamos a aceitar que somos assim e que não precisamos emagrecer para ser tratadas com o respeito que merecemos. Depois começamos a entender mais o funcionamento do nosso corpo. Começamos a trabalhar talentos incríveis que antes não dávamos a mínima porque afinal adianta ser uma cientista incrível e não ser magra? Spoiler: adianta.

melissa

Depois disso começamos a ousar mais, a experimentar, a desafiar nossos limites impostos por nós mesmas, tomando nosso espaço na sociedade, usando roupas que vão desafiar a nossa segurança, começamos a perceber que os olhares nem sempre são de reprovação (e começamos a aprender a ignorar os mesmos). Depois de trabalhar uma série de questões internas, finalmente conseguimos nos olhar naquele espelho, naquela foto, naquele vídeo. É aí que vamos ter a real visão de quem nós somos e não aquela coisa distorcida. É aí que entra a beleza no SEU olhar.

Em tempo: uma experiência que eu tive ontem em uma loja que eu sempre passo e provo umas peças. Perguntei quando tinham mudado o espelho porque aquele estava melhor, não estava tão distorcido quanto o anterior e o gerente disse “Não mudamos”. Reflitam…

Mesmo assim, independente de tudo isso que eu disse, a beleza segue padrões mesmo dizendo que é “fora dos padrões”.

O que seria um padrão feminino?

Uma mulher alta, esguia, branca, com olhos e cabelos claros, elegante, com seios, bunda e quadris em simetria perfeita, usando uma maquiagem nude e uma roupa ao estilo “vá do clube a um casamento apenas trocando a bolsa”.

E o que seria uma imagem “fora do padrão”?

Uma mulher com tatuagens, sidecut ou tranças (para as negras) usando um batom de uma cor não tradicional, brilho de manhã e piercings com uma roupa ao estilo “chacoalho o cesto e visto as 4 primeiras”. Ou seja… temos um novo padrão.

Independente do que seja o padrão “clássico” ou o padrão “lacrador”. Você sempre deve aparentar como você gosta. Independente do que os outros digam. Independente até do que eu digo. Não use uma saia de couro se você não gosta. Não use decote canoa se você odeia isso. Não aparente como você não deseja só porque acha que “precisa estar bonita”. Você já é. E talvez um dia queira se ver assim no espelho. Senão, não tem importância. Você não é obrigada (vamos reforçar isso).

O empoderamento, o amor próprio, a autoestima, a aceitação de si mesma são como irmãos gêmeos: é diferente pra cada um, mas são semelhantes. A sensação de bem estar é semelhante, a sensação de liberdade é semelhante, a capacidade de reagir a situações que antes te deixariam mal é semelhante. As mudanças internas são semelhantes, mas ainda diferentes pra mim, pra Tess Holliday, pra Rebel Wilson, pra Gabourey Sidibe (eu jamais teria coragem de fazer uma cena de sexo pra TV, é sério, enquanto ela brilhou maravilhosamente). O “ser bonita” só estará na sua lista se você assim desejar, se for importante pra você. E se não estiver na sua lista, isso não quer dizer que a sua beleza vai desaparecer. Ela vai permanecer, só não será importante na sua visão.

Lembre-se: você não é obrigada a (quase) nada (tem que pagar imposto, respeitar leis etc etc). E você pode ser o que quiser e não precisa ser o que não tá afim. Respeite-se. Ame-se. E tudo ficará bem.

FAT KISSES 4U2

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s